rua-fraga-bandeira.jpghttp://www.movemento.org/

descarregar formulario de recollida de sinaturas clickando aqu?.

?

Tal como vimos denunciando desde a primavera passada o presidente da C?mara Municipal de Compostela, Jos? Sanches Bugalho, pretende que umha das novas ruas da capital da Galiza se denomine Fraga Iribarne.

Esta indecente decisom supom um desprezo ? popula?om de Compostela e do conjunto do Pa?s porquanto pretende ser um reconhecimento institucional a quem foi o m?ximo respons?vel durante quinze anos polo empobrecimento e marginaliza?om da Galiza.

A meados e Outubro foi criada a plataforma ?Rua Fraga nom?. At? o momento est? conformada por mais dumha vintena de entidades, colectivos e for?as pol?ticas, entre elas N?S-UP e as entidades sectoriais da esquerda independentista.

Embora nos congratulamos desta ser?dia decisom queremos manifestar que os mesmos que impulsion?rom agora a sua constitui?om, nom s? tent?rom evitar a participa?om da esquerda independentista na plataforma, f?rom os que se manifestarom contr?rios ? cria?om deste organismo na primavera.

LICOR CAFE, seguindo o sentir de um amplo sector da vizinhan?a da cidade, considera insultante que o Governo municipal opte por dar nome a umha rua ao ex-ministro franquista, no ano em que o movimento popular est? a realizar um importante labor de recupera?om da mem?ria hist?rica da luita e da resist?ncia contra o levantamento militar fascista e os posteriores quarenta anos de ditadura.

Tal como figemos em Dezembro de 2005 solicitamos ao Governo municipal a organiza?om dumha homenagem p?blica de reconhecimento a tod@s @s compostelan@s que paced?rom repressom polo compromisso com a liberdade e a justi?a social, nomeando filh@s predilect@s da cidade tod@s @s vizinh@s assassinad@s polo fascismo.

Nom se pode consentir que o governo municipal de Compostela em vez de retirar a simbologia fascista ainda presente no termo municipal incremente o seu censo dando a Fraga Iribarne nome dumha rua.

S? a movimenta?om e a pressom social evitar? que se consumem os objectivos de Bugalho.

Comments are closed.